Teorias do Poker

Textos selecionados e traduzidos para português para lhe ajudar a jogar seu A+.

  • CÓDIGO DE BONUS PT200 PARA BÔNUS DE 100% ATÉ $200

    OBS: Limpar os cookies antes de fazer o download $200 de Bônus no Everest Poker

#12 – 7 Passos Para o Sucesso em No-Limit Hold’em – Passo 3 – Não Fique Overcommited em Potes Pequenos

Posted by Danilo Telles em dezembro 22, 2007

7 Easy Steps to No-Limit Hold’em Success — Step 3: Don’t Overcommit in Small Pots

Escrito por Ed Miller, traduzido por Luisinho

Se você ainda não leu, leia as outras parte da série:

Passo 3 – Não Fique Overcommited em Potes Pequenos

Grandes Potes Versus Pequenos Potes

As decisões em no-limit giram em torno do tamanho do pote. Mais especificamente, elas giram sobre o balanço entre risco versus benefício. A quantidade de risco que você pode correr depende de qual é a recompensa. Por exemplo, você provavelmente nunca tenha ido até o meio de uma avenida muito movimentada para pegar apenas $1 que está voando ali pelo meio. Mas provavelmente você tentaria isso se fosse um tijolo de notas de $100. Você está naturalmente querendo correr riscos maiores para recompensas maiores.

Em no-limit é da mesma forma. O que tem no pote e o stack de seu oponente são as suas potenciais recompensas, e o que tem no seu stack é o seu risco. Quando o pote é pequeno comparado com o que existe nos stacks restantes, como num flop com 2 ou 3 limpers, podemos chamá-lo de pequeno. Quando o pote é relativamente grande comparado com o que sobrou nos stacks, como num river depois de ter havido várias apostas, podemos chamá-lo de grande.

Mãos Grandes Merecem Potes Grandes e Mãos Pequenas Merecem Potes Pequenos

Todo pote começa pequeno. Muitos continuam assim. De vez em quando, uma mão se transforma em um enorme caso de all-in entre dois ou mais jogadores. O ponto em uma mão no qual um pote pequeno se transforma num pote grande (ou não se transforma) é um ponto crítico em no-limit. Jogar bem nestes pontos críticos te colocará mais à frente para se tornar um sólido vencedor.

Existe um princípio guia: Mãos grandes merecem potes grandes, e mãos pequenas merecem potes pequenos. Se você tem uma mão extremamente forte, como um set, você vai querer colocar todo o seu dinheiro no pote. Se você tem uma mão fraca ou vulnerável, então você vai querer evitar confrontação. Parece fácil, mas muito jogadores de no-limit se dão mal várias e várias vezes neste aspecto. O passo 3 é sobre evitar um dos maiores problemas, ficar overcommited em potes pequenos.

Não Fique Overcommited em Potes Pequenos

Em termos absolutos, não existem “boas mãos” e “mãos ruins”. Em algumas situações, é válido ir de all-in com apenas A de carta alta, e em outros, você deve foldar um set ou um flush. As mãos tem seu valor relacionados à duas coisas:

  1. As mãos que você pensa que seus oponentes têm.
  2. O tamanho do pote (comparado com o stack que sobra)

Ah Qs parece ser uma boa mão num flop com Qd 9d 8c . Mas isso não é uma coisa 100% certa. Se você tem um stack de $20 em um pote de $50, a potencial recompensa compensa o preço pago pelo risco e as chances de você se dar mal na mão. Se você tem um stack de $ 1.000 e um pote de $10, você seria um otário em dar all-in apenas com o top pair. Você não perderá muito frequentemente, mas o preço é muito alto quando você efetivamente perde. É como atravessar a avenida apenas pela nota de 1 dólar. Você provavelmente não vai morrer, mas vale à pena correr o risco?

Controle o Pote

Ok, se você tiver $20 e o pote é de $50, então você pode ir all-in com o top pair. Mas e se você tiver o stack de $1.000 e o pote for de apenas $10? Você deve foldar?

Claro que não. Top pair é uma boa mão, e há bastantes chances de você fazer algum dinheiro com ela. O fundamental é simplesmente manter o controle do pote. Sinta-se livre para fazer uma aposta ou duas, mas não deixe as coisas ficarem fora do seu controle. Não deixe as apostas escalarem para um ponto aonde o seu stack está na reta.

Se você deixar as coisas fora de controle, você acabará com duas opções ruins: foldar ou se meter num all-in contra uma mão possivelmente melhor que a sua. Tenha certeza de não deixar as coisas chegarem a esse ponto.

Na prática, o que isso significa? Digamos que você tem Ah Qs num flop Qd 9d 8c. Você dá raise preflop no button e um jogador paga. O pote tem $10, e você tem $200 pra trás. Você geralmente quer uma quantidade razoável de dinheiro no pote, talvez $40 a $80 a mais (dependendo do seu adversário). Se as coisas ficarem estranhas e o seu adversário fizer um raise grande ou ameaças para jogar um pote grande, você provavelmente estará em má situação. Você quer manter o controle e se assegurar que isso não vai acontecer.

Como proceder depende de como o seu adversário joga. Se ele é loose e passivo, tipo daquele que irá dar call com um grande range de mãos, mas somente dará raise com uma mão que bata a sua, então faça uma aposta moderada. Talvez aposte $10 no flop, $25 no turn, e $40 no river.

Se ele for agressivo e perspicaz, e se ele gostar de blefar bastante, então você não pode dar bet-bet-bet, porque fazendo isso você perde o controle da mão. Este flop apresenta um monte de draws, o que dá ao seu adversário várias chances de dar um semi-blefe com uma aposta. Se você aposta e é reraised você estará em uma situação difícil, porque o seu adversário irá ameaçá-lo com um pote grande. Você deve dar check no flop ou no turn para manter o tamanho do pote do modo que você queira.

Para ter certeza, dar check dá ao seu oponente uma free card para completar a sua queda e te tirar da mão. Você já deve ter escutado que é importante “proteger a sua mão” com apostas. Mas você não quer proteger a sua mão, mas sim o pote, porque é ele que você está tentando ganhar. E você também precisa proteger o seu stack, porque é ele que você está tentando não perder. Quanto você deve “proteger” depende em quanto o pote é grande. Assim como você não protegeria um dólar perdido com a sua vida, você não deve proteger sempre um pote pequeno apenas porque você tem uma mão decente. Algumas vezes você deve proteger o seu stack ao invés do pote.

O Principal

É tudo acerca do risco versus a recompensa. Com mãos tipo top pair, você deve jogar dependendo de como essa relação se posiciona. Quando o pote já está bastante grande, então a recompensa vale a luta, e você deve apostar para proteger o pote. Quando o pote está pequeno, mas o seu adversário é fraco para por você em teste, você deve apostar a sua mão para extrair mais valor. Mas quando o pote é pequeno e o seu adversário é realmente uma ameaça para tomar o seu stack, não fique overcommited com o pote. Dar check uma vez é certo se você precisar controlar a mão. Se o seu adversário pegar o draw dele em um pote com $10, nem se estresse. É normal inclusive que ele ocasionalmente te tome $40 ou $50. Mas se ele te tomar $200 porque você ficou overcommited com o seu top pair, é bom você tomar mais cuidado da próxima vez.

Anúncios

2 Respostas to “#12 – 7 Passos Para o Sucesso em No-Limit Hold’em – Passo 3 – Não Fique Overcommited em Potes Pequenos”

  1. Mac said

    otimo post.

    muito obrigado pessoal! continuem assim!

    um abraco!

  2. Aimu said

    Parabéns pelo blog galera!!

    Está sendo muito útil.

    []’s

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: