Teorias do Poker

Textos selecionados e traduzidos para português para lhe ajudar a jogar seu A+.

  • CÓDIGO DE BONUS PT200 PARA BÔNUS DE 100% ATÉ $200

    OBS: Limpar os cookies antes de fazer o download $200 de Bônus no Everest Poker

#33 – Coisas Que Levei Um Tempo Para Aprender – Posição

Posted by staedert em agosto 21, 2008

Things it took me a while to learn: Part 2: Position

Escrito por Bond18, traduzido por Staedert

Um dos erros mais comuns que vejo nos fóruns é a ignorância acerca de posição. Acontece em todos os níveis de jogo em MTTs, e é um erro que eu cometi muito até pouco tempo atrás. Agora fui tão longe no outro extremo que posso estar muito tight fora de posição, o que mal pode ser chamado de falha considerando o quão importante acaba sendo.

Acho que o motivo de muitos jogadores (incluindo eu mesmo) não perceberem o quão essencial é estar em posição, é que jogadores de torneio geralmente são muito ruins após o flop e não sabem aproveitá-la, e os stacks geralmente estão tão pequenos que ao pagar fora de posição você não pode ser explorado em múltiplas rodadas.

Quanto mais você joga contra bons jogadores, mais percebe a importância da posição. Se quer prova disso, peça ao melhor jogador pós-flop que conhece para jogar um SNG HU deep stack e você vai se sentir literalmente explorado.

Coisas a saber sobre pagar fora de posição: primeiramente, abaixo de 40 BBs há muito, muito poucas mãos com as quais você deve pagar raises, a não ser no SB. E nele, praticamente todas as mãos nesse stack são para reraise ou fold, embora existam poucas situações em que pagar é mais apropriado. Exemplos: se um jogador decente e agressivo dá raise no HJ/CO ou o botão dá raise e você tem um stack próximo de 30 BBs, pagar com uma mão como KQs, KJs, QJs, AJo provavelmente é bom, embora eu raramente acabe fazendo isso, especialmente sob o risco de sofrer um squeeze do BB. Ou se um bom jogador dá raise em posição inicial ou média e você tem algo como AQ no SB, pagar também é razoável. É claro que você também pode pagar um raise com AA no SB às vezes, contra jogadores que não estarão cientes que seu range de call deve ser tão tight.

Porém, é claramente no BB onde as pessoas cometem a maioria dos erros, já que estão recebendo um desconto para ver o flop e frequentemente fecham a ação pré-flop.

Um range decente para pagar no BB contra raises de posições finais é KT/KJ/KQ, QT/QJ, JT, AJ/AT, T9s, talvez alguns Ax decentes do mesmo naipe.

Contra um raise de posição inicial meu range é reduzido drasticamente, para coisas como AQ, AJs, KQ, QJs, dependendo de quem está dando raise e qual a profundidade dos stacks. Às vezes sou um pouco mais loose que isso, às vezes mais tight.

A respeito de jogar em posição, acho que muita gente nesse fórum pode se tornar ainda mais loose do que percebem. No ponto em que os antes entram em jogo, sempre que chega em fold para mim no botão, assumindo que os blinds não estão numa situação em que eu tenho uma razão muito forte para suspeitar que irão all-in, dou raise com uma tonelada de mãos.

Para dar uma idéia bruta desse range, assumindo digamos, stacks de 30BBs para mim e os blinds, ele seria: 22+/A2o+/43s+/65o+/qualquer duas cartas que sejam 8 ou maiores/T7s+

Se os stacks forem aproximadamente os mesmos e chegar em fold para mim no CO eu posso dar raise com um range muito parecido, embora largando algumas das mãos como conectadas de naipes diferentes, T7s, alguns A + lixo de naipes diferentes.

Quando você dá raise com um range muito amplo como esse os blinds vão começar a se ajustar, mas a maioria dos jogadores ruins vai se ajustar pagando em vez de dar reraise, já que como minha namorada diz, “reraise dá medo”. Não deixe de prestar muita atenção a quais jogadores são capazes de se ajustar com resteals, quais se ajustam com mais calls, e quais continuam a serem nits. Contra aqueles que não dão reraise pré-flop, continue dando raise com todo seu range, já que mesmo se eles lhe pagarem fora de posição, você deve ser capaz de extrair grande vantagem após o flop.

Quando jogar esse estilo muito agressivo nas posições finais você deve dar muitas c-bets, embora existam algumas texturas de flop tão boas para o range de call dos vilões que você deve dar check. Considere que a maioria do range de call dos vilões semi-sensatos são mãos que contém cartas de 9 a A.

Então digamos que bata um flop como QT8 após você dar raise com 55 no CO. Num flop como esse, vai ter acertado o vilão o suficiente para que sua c-bet leve call ou raise uma tonelada de vezes, então dar check é o ideal. Texturas de flop para ser mais cuidadoso são coisas como:
QJx, QTx, 89T, 89J, KJ9,  JTx, 9Tx, coisas dessa natureza.

Espero que isso ajude a clarear algumas idéias sobre posição. Não estou certo sobre quanto aprofundar aqui, mas se tiverem dúvidas ou áreas específicas em que queiram receber mais explicações, como sempre, basta perguntar.

Uma resposta to “#33 – Coisas Que Levei Um Tempo Para Aprender – Posição”

  1. Lucas Fonteles carneiro said

    Pô, não entendi a razão do “ao pagar fora de posição vc não pode ser exlorado em múltiplas rodads”. Tb , todu mundo sabe q a maioria dos jogadores de mtts possuem um jogo pós-flop muito pobre , mas não entendi essa frase final, de não ser explorado, n~´ao seria esse justamente o meu objetivo: explorar ao invés de ser explorado?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: