Teorias do Poker

Textos selecionados e traduzidos para português para lhe ajudar a jogar seu A+.

  • CÓDIGO DE BONUS PT200 PARA BÔNUS DE 100% ATÉ $200

    OBS: Limpar os cookies antes de fazer o download $200 de Bônus no Everest Poker

#41 – Coisas Que Levei Um Tempo Para Aprender – Poker, variância e a vida

Posted by staedert em agosto 29, 2008

Things it took me a while to learn – Part 10: Poker, Variance and Life

Escrito por Bond18, traduzido por Staedert

Parece presunçoso e condescendente dizer às pessoas como viverem suas vidas. Um dos maiores inimigos do poker no nosso tempo é a mentalidade. “Sabemos mais que você sobre você” que o atual governo dos EUA decidiu perpetrar em sua população a respeito de jogo, então virar as costas e escrever um artigo sobre como viver parece ser muito hipócrita. Então vou ser específico aqui, e dar apenas conselhos que eu considero pertinentes a melhorar como jogador de poker, embora às vezes entre em outros tópicos.

Em primeiro lugar, se você quer ser realmente bom no poker, e especialmente em torneios de poker, você precisa entrar em paz com a variância. Eu uso o termo “entrar em paz” em vez de “entender” porque entender a variância de torneios é muito difícil. De fato, não tenho certeza se eu mesmo entendi. Até onde sei, ninguém nesse fórum veio com números para provar quão longo o longo prazo é em torneios. Sinto bastante confiança quando eu digo que é muito provável que você não pode alcançar o longo prazo jogando torneios ao vivo, isto é, você nunca será realmente capaz de determinar seu verdadeiro ROI no poker ao vivo. Mesmo online é muito difícil dizer quanto dos resultados são baseados na variância, e quantos em habilidade.

Um grande exemplo do quão longe a variância pode ir é o jogador ranqueado número 1 em http://www.officialpokerrankings.com, vietcong01 é um jogador sobre o qual muitos escreveram acerca de seu jogo cheio de falhas. Ele pode ou não ser um jogador ruim (eu não vi HHs suficientes para fazer qualquer julgamento) mas muitos acham que é, embora ele tenha ganho praticamente todo torneio imaginável no Stars cinco vezes seguidas. Na outra ponta do espectro, Ansky (um jogador que muitos consideram o melhor online) admitiu que esteve perdendo durante o ano de 2007 até abril. Enquanto habilidade é obviamente o fator mais importante em determinar se você é um vencedor ou perdedor por fim, a quantia com que a variância pode desviar a estrada para esse fim é enorme.

Um homem sábio explicou que não há “eu mereço” no poker. Essa deve ser a melhor maneira de colocar isso. Se você acompanha resultados de torneios você vai ser forçado a sentar e assistir jogadores ruins acumularem dezenas de milhares, e às vezes centenas de milhares em vitórias. Eu pessoalmente quase não posso assistir poker na TV, os jogadores estão jogando por milhões e 95% ou mais deles são tão ruins que eu acabo sentado resmungando e gritando “PQP, como pode cada pessoa nessa mão jogar o pior possível em todas as rodadas e estarem próximos de ganhar mais do que eu na minha vida, eu vou matar alguém…” etc etc você entendeu. É boa diversão, mas pensar demais em coisas como essas vai fazer sua cabeça explodir. No fim, o que cada um faz e ganha, não importa quanto mereçam ou não mereçam, é irrelevante. A única arma que você tem contra a variância é constante auto-análise e aperfeiçoamento. Você não tem controle sobre mais nada no grande esquema das coisas, então se preocupar sobre elas acaba sendo irracional. Então a respeito de variância, eu acho que o melhor conselho que posso dar é ser obcecado em si mesmo e ignorar a loucura à sua volta.

Achar um balanço na vida com o poker pode ser difícil. Muitos jogadores acabam com o jogo dominando suas vidas, com outras responsabilidades e preocupações indo para o acostamento. As pessoas consideram diferentes coisas como importantes em suas vidas, mas algumas coisas eu recomendo que as pessoas tomem seriamente:

1. Sua saúde. Poker é um jogo sedentário, e não é difícil de ver porque tantos jogadores começam a perder a forma. Quando jogando poker ao vivo frequentemente há pressão pelo tempo, e mesmo online se estiver jogando torneios é difícil parar e preparar uma refeição, então muitos jogadores apelam para fast food. Deve haver um milhão de estudos provando que um corpo fora de forma acaba causando uma mente fora de forma. Não estou dizendo que você deve ir correr maratonas ou começar a treinar para competições de halterofilismo, apenas encontre exercícios que você queira fazer. Volte a jogar seu esporte preferido, vá correr/caminhar, entre para uma academia, aprenda auto-defesa, ou mesmo faça uma rotina de abdominais e flexões em casa. Apenas fique ativo e acompanhe sua dieta, tente eliminar frituras e junk food, e pegue leve com drinques.

2. Durma um pouco. Nada funciona idealmente com pouco sono. Alguns se dão melhor que outros, e no meu caso se eu durmo menos que 8 horas não posso chegar nem perto de uma mesa. Eu sei que muitos caras viram a noite, e porque torneios começam numa certa hora é preciso adaptar a rotina a eles. Mesmo se você não acredita que sono é um grande fator para você, tente esse experimento, escreva quantas horas de sono você teve antes de suas sessões. Um mês depois olhe seus resultados no PokerTracker e veja o quanto seus resultados diferem entre as sessões em que você dormiu bem e aquelas em que não, você pode se surpreender.

3. Reduzir o stress e lidar com ele. Todos tem seu próprio método para isso. Alguns tiltam sem controle e começam a cuspir dinheiro, outros nunca parecem se irritar. Não tive problemas de tilt por muito tempo (a não ser se tivesse dormido mal) e penso que muito disso resulta de volume. Quanto mais você joga, mais derrotas ridículas você leva em momentos importantes, e uma hora você terá visto de tudo. Isso meio que retorna para o que falamos sobre variância, que no fim das contas não há controle e perder a cabeça por isso não faz sentido. Encontre seu próprio escape para reduzir o stress, para mim é escrever, para você deve ser qualquer coisa que o relaxe e o permita eliminar o stress que se acumula ao longo do dia. Aliás, exercício é uma grande maneira de conseguir isso.

4. Tenha um hobby. A não ser que poker já seja o seu hobby e você jogue essencialmente por diversão, você realmente deve buscar algo além para ocupar seu tempo. Há uma tonelada de coisas para fazer lá fora, você apenas precisa encontrar o que é divertido para você. A resposta rápida, é claro, é Halo 3. Boo yah.

5. Mulheres. Isso parece bastante óbvio, ninguém se concentra bem com uma mente distraída. Se você está lendo isso, as chances são de que é bem jovem. Não gaste sua vida na frente do computador se sentindo estranho perto de mulheres, e você vai ficar surpreso quantas vão achar poker interessante se você falar com confiança sobre ele, sem ser arrogante.

6. Se você não quer jogar, não jogue. Quando você se força a jogar você acaba jogando com impaciência, então qualquer dia em que você queira tirar folga e não ter que jogar, eu recomendo fazer isso. Tomara que se você escolher isso como uma ocupação de tempo integral, você de fato queira jogar.

7. Faça amigos e conexões no poker. Isso pode parecer difícil às vezes, já que as pessoas podem parecer inatingíveis no cenário do poker. Quando você começa a postar num lugar como 2+2 pode ser um pouco intimidador, já que muitos dos membros sérios parecem ter regras e padrões, e ter que descobrir o que é considerado óbvio pode ser frustrante. Tão recentemente quanto 15 meses atrás eu era um completo desconhecido no cenário de MTTs na 2+2 e na internet em geral. O que eu descobri que funciona é perguntar muito, postar quaisquer mãos em que você esteja confuso, mandar mensagens privadas a jogadores que você respeita pedindo opiniões sobre suas mensagens, e conhecer outros membros sempre que a oportunidade aparecer. Muitos dos caras acabam sendo muito fáceis de chegar e se aproximar, e se você mostrar vontade de aprender e entender, muitos vão ser de ajuda.

8. Tenha uma vida social fora do poker. Isso também parece bastante óbvio. Gastar sua vida apenas falando sobre o jogo vai lhe tornar chato. Ninguém gosta de chatear as pessoas. Percebe o quanto isso pode ser um círculo vicioso?

Por último, quero falar sobre o que é preciso para melhorar no poker. Muitos perguntam o que é necessário para ser um grande jogador, Eu honestamente não me considero um grande jogador, mas se fosse analisar jogadores numa escala de 0 a 100, com 0 sendo um total iniciante e 100 o Patrik Antonius, acho que eu estaria por volta de 80. É difícil para mim dizer o que é preciso para sair de 80 a 100, e parte de mim acredita que você precisa de fato ser naturalmente inteligente e talentoso para chegar a esse nível de maestria.

As pessoas que freqüentam as áreas de estratégia da 2+2 são em geral caras naturalmente espertos. Freqüentemente quando eu pergunto a eles o que eles estudaram na escola, e é algo orientado a matemática ou num campo que tem aplicação real no poker, numa excelente escola que exige enorme talento e inteligência para entrar. Eu fui um estudante de teatro e em matemática fico à beira de imbecil. Não é necessário ter formação nessa área para se dar bem. O que é mais necessário é perseverança e cabeça erguida. Esse foi basicamente o processo pelo qual eu evoluí:

1. Comecei lendo livros. Isso é bom se você quer uma fundação no básico, mas acho que muitas das informações em livros estão ultrapassadas hoje em dia. Mas Harrington on Hold’ em ainda é muito bom para trabalhar a base.

2. Então comecei a ler e escrever mensagens na 2+2. Por algum tempo coloquei uma quantidade enorme de mãos, porque realmente precisava ser guiado pela maioria delas passo a passo. Meu aprendizado é lento, então preciso que as coisas sejam enfiadas na minha cabeça repetidamente para que se tornem mais um hábito antes que eu possa entendê-las.

3. Me inscrevi no PokerXFactor. Assisti muitos vídeos para ver o que os profissionais mais bem sucedidos fizeram diferente de mim, o que foi que fez deles bem sucedidos. Eu acho que Cardrunners também tem um excelente (neste ponto, provavelmente melhor) elenco de pros, mas ambos os sites tem um belo elenco. A parte difícil é que mesmo muitos desses caras tem grandes falhas e pode não haver ninguém para lhe dizer quais são. Eu mesmo tenho uma tonelada de falhas, e se não há ninguém melhor para dizer quais elas são, fica difícil reconhecê-las. Se houver interesse em algo desse tipo, eu acho que posso conversar com Luckychewy sobre algumas das HHs mais populares no Cardrunners/PXF e identificar o que acreditamos serem os erros, para dar as pessoas uma idéia de quais erros outros pros cometem.

4. Fiz coaching. Essa pode ser uma parte difícil porque não há uma lista disponível de treinadores para MTTs e muitos treinadores vão cobrar bastante dinheiro porque o tempo deles é muito valioso. Se você começa a ser um jogador de sucesso e faz bastante dinheiro, mas ainda acha que tem falhas sérias, procurar um jogador top que você respeita e sabe que faz coaching é uma boa opção. Nesse ponto, eu fiz coaching com 3 jogadores de torneios caros e troquei HHs para estudo com muitos outros. Achar jogadores que você considera estarem mais ou menos no mesmo nível que o seu e trocar HHs com eles, seja escrevendo ou pelo telefone/Skype, pode ser de grande benefício.

5. Joguei absolutamente uma tonelada. Como dizem, não há substituto para a experiência, e quanto mais você joga mais você vai reconhecer padrões, e as coisas vão ficando mais óbvias conforme você prossegue. Combine isso com os outros quatro, sobre um extenso período de tempo, e você vai ser capaz de sentir a melhora.

6. Se há uma coisa que eu gostaria de ter feito, seria ter aprendido a jogar cash games antes. Penso que jogadores de cash games melhoram no poker muito mais rápido, e aplicar conceitos que você aprende nos cash games em torneios é muito mais fácil que o contrário.

A maior parte do que faço hoje é jogar, sessões ocasionais de coaching, e gastar bastante tempo no Skype trocando idéias com jogadores que respeito. A qualquer ponto da minha carreira posso olhar em como eu jogava quatro meses antes e pensar “Wow, eu não tinha idéia do que fazia. Aprendi uma tonelada.” Imagino que vai continuar assim se eu continuar melhorando, e espero que o padrão se mantenha. Bem, esse é todo o conselho condescendente que tenho por hoje, após isso é voltar para mais estratégia preto no branco.

Anúncios

Uma resposta to “#41 – Coisas Que Levei Um Tempo Para Aprender – Poker, variância e a vida”

  1. Este artigo realmente é muito bom. Parabéns.
    Jogar Poker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: